(Não) Tem Preço!

 

Uma dessas peças publicitárias, brilhante na estratégia de estímulo ao consumo, nos lembra que algumas coisas “NÃO TÊM PREÇO”. Ledo engano, meu bem… Tudo tem um preço!  E pagarmos ou não é uma de nossas escolhas mais interessantes.

Lembrando o que vivi nos últimos dias foi que me dei conta disso. Paguei , sim, vários “preços”, para estar com Sir Paul McCartney. Tudo bem… Estava cercada por quase 45 mil pessoas, dentre elas algumas completamente especiais pra mim, o que tornou tudo ainda mais emocionante.

Nesse ponto vale lembrar que não sou necessariamente uma Beatlemaniaca. Mas o Paul é um amigo querido, que, com outros três caras geniais, ajudou a embalar a geração de minha mãe, a minha própria e, para minha satisfação musical, de meus filhos. A possibilidade de vê-lo “ao vivo e a cores” era, acima de tudo, uma oportunidade de lhe render uma homenagem mais do que merecida. Não teria outra chance.

Bem, voltando ao “preço” da “companhia” de Mr. McCartney:

Uma madrugada de tentativa frustrada de acesso à pré-venda, que resultou na montagem de uma estratégia de guerra, envolvendo quase toda família (exagero…), para conseguir disputadíssimos (e caros!) ingressos destinados aos pobres mortais. Incrível é depois saber que nossa luta foi fichinha perto de outras, cheias de emoção e riscos…

Logística, transportes, hospedagem, negociação para deixar tudo resolvido no trabalho e estar inteira no dia do grande encontro… Custou MUITO!

Pensa que acabou? E o “preço” do mico da quarentona excitada como uma adolescente, com lacinho vermelho iluminado na cabeça, urrando e assobiando feito uma louca e tentando acompanhar aquele “velhinho” em cada uma das músicas ao longo de quase três horas de show?! Seria mesmo ridículo, não fosse tão gostoso!

TEVE PREÇO, SIM, e pensar no quanto “paguei” é muito bom!

 “Porque só pra sempre eu vou sentir falta do show, dos momentos Beatles, … das minhas 90 mil lágrimas, dos decibéis esgoelados, do Rio, do Paul, de tudo.”

Ananda Lima Hassan

Blackbird

Blackbird singing in the dead of the night

Take these broken wings and learn to fly

All your life

You were only waiting for this moment to arise.

Texto escrito por Laura Lima, nossa querida amiga de Brasília.

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

3 Comentários em “(Não) Tem Preço!”

  1. 24/05/2011 às 21:01 #

    Laura querida queira reparar sempre por favor! Bjsss

  2. Paula Blandy
    24/05/2011 às 21:01 #

    Meu Deus! Adoro ler os textos de vocês. Quando acordo é a primeira coisa que eu faço. Acesso o Reparei para ver se tem post novo. Nem abro o jornal antes de procurar mais uma das ” reparadas” das Re’s. Vocês fazem dos meus dias mais brilhantes, contemplativos e alegres!!! Com a ajuda da Laura agora, arrasaram…Obrigada meninas por Me ensinarem a Reparar!!!!!

    • 24/05/2011 às 21:01 #

      Que legal Paula! Muito gostoso saber disso! Bjsssss e obrigada pelo comentário tão carinhoso! Bjssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: