Pagando pra ser assaltado

Tô morrendo de pena dos donos de restaurante em São Paulo, especialmente os de Pinheiros. O Nicota, assaltado na sexta E no sábado, é uma graça de lugar. Do jeito que vai os estabelecimentos vão ser obrigados a se “burocratizar”. Imagino a cena: chego no restaurante, entrego o carro pro manobrista. Entro pela porta grade numero 1. Lá faço meu cadastro e sorrio pra câmera. Recebo um crachá. Passo ele pela roleta. Só então a porta grade número 2 se abre. Pronto, posso me acomodar e curtir um jantar gostoso e seguro. No dia seguinte escolho outro restaurante. Deixo a chave com o manobrista, coloco moedas, celular e chave de casa no compartimento especial e passo pela porta giratória com detector de metais. Em seguida meu jantar romântico será filmado e arquivado.

    Perdi a fome.   (RL)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

2 Comentários em “Pagando pra ser assaltado”

  1. Marina
    14/06/2011 às 21:01 #

    Continuo preferindo meu mundo “primitivo” ; que horror!

    • 14/06/2011 às 21:01 #

      É isso aí, me aguarde que tô chegando! Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: