Na hora do intervalo

Já pensei em escrever sobre esse assunto em outras oportunidades, mas confesso que considerando o teor acabei protelando. Ele vem a tona sempre que frequento determinados locais. Ontem por exemplo. Fui assistir um musical lindo, bem montado, com o coro mais impecável que já tive o prazer de escutar. O público aparentemente de um bom nível. Aparentemente. Somente até o momento de usar o toilette. Alguém consegue me explicar por que essas mulheres tão bem vestidas e muitas vezes afetadas não levam esses cuidados também para o toilette? A polidez dos modos cabem apenas no lobby do teatro? Creio que sim. Só faltam os desenhos indecentes e os palavrões rabiscados na parede. No mais, em nada difere de um banheiro de beira de estrada. A exceção de que o público deste último não finge ter classe… (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: