Estrogênio, eu te odeio


Socorro. Faz 15 dias que eu não corro. Por que será que Deus me fez assim tão indisciplinada? Se retomar é de matar por que diabos resolvo ficar estacionada? Raios. Quando estou em forma até dá pra rimar correr com prazer. Fora de forma é um suplicio. Me sinto um estrupício. Só sei que hoje em dia tudo o que eu faço de errado, o culpado é algum hormônio. Testosterona, estrogênio, progesterona, estou de mal total com vocês três. Mas hoje sem falta eu vou lá. Tênis no pé, I-Pod, boné. Hoje tenho certeza que minha natureza centrada e controlada vai despertar da moleza. Vou mostrar quem manda e  desmanda, pelo menos aqui no Itaim Bibi.

Pensando bem, amanhã é um dia mais apropriado. Meu querido sábado, saiba que você está jurado. Combinei, fechei. De sábado não passa. Darei um olé nessa crise de bigorna que não orna e não me pertence. Pela quinquagésima vez vou trotar atrás da minha sina, a maledeta endorfina. Ou não. Nem vem. Posso brigar com ela também.

Me dou um trabalho danado. Mas pelo menos acho graça nessas rimas fáceis.  (RL)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: