Sua majestade, o Pedreiro

Já comentei em outros posts que meu prédio está cercado de obras. Para qualquer lado que me dirija dou de cara com um prédio em construção. Pois bem, essa semana foi um tal de caminhão pra lá e caminhão pra cá, que fiquei por diversas vezes parada uns 5min no horário do almoço aguardando esses caminhões manobrarem. Aproveitei esse tempo pra reparar na dinâmica dos pedreiros. Todos estavam com sua quentinha, comendo com a colher, rindo, brincando. Exceto um. Ele não senta no chão como os outros, não come com colher, não grita e não faz brincadeiras. Arrumou uma mesinha onde dispõe sua quentinha, garfo e faca, seu copo de alumínio e a garrafa de café. Come em silêncio, com postura e com alguns comentários maldosos, nem por isso menos espirituosos, dos seus colegas. Admiro essas pessoas que, em qualquer circunstância, preservam sua essência. A majestade, realmente, não está na coroa mas na dignidade dos atos. Espero que esse prédio de luxo que ele ajuda a construir reúna pessoas dessa mesma estirpe. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: