Afe Maria!

Falar ou escrever sobre religião não é o meu forte. Sou católica porque meus pais escolheram e nunca me ocorreu questionar. Pratico sim a religiosidade só que bem mais no dia a dia que na igreja. Também acho cômodo esse discurso de “rezo do meu jeito e para o meu Deus” mas enfim, se é para tocar no assunto é melhor confessar logo que sou desse tipo. Com minhas filhas repeti o modelo que recebi. Assim como eu, quando eram pequenas elas estudaram numa escola Cristã, onde tiveram aulas de religião. Minha intenção: proporcionar uma convivência mais intensa com os valores básicos de amor ao próximo, honestidade e humildade. O ritual de pregações, confissões e penitências eu não incentivei.  Claro que aprenderam histórias da Bíblia, fizeram a primeira comunhão, mas jamais cobrei delas uma participação ativa na igreja. São livres para serem Budistas caso prefiram. O importante é a base, como já disse. Mas tudo isso para contar que, quando estivemos em Paris, em outubro, pude comprovar que as escolhas que fazemos, em geral tem seu preço. Sentada ao lado da minha descendente, no banco da maravilhosa Sainte Chapelle, contei que essa igreja foi construída para abrigar a coroa de Cristo, em 1248. Uma cena bonita, com violinos ao fundo.

-Mas mãe, Cristo foi crucificado aqui na França?

(violinos)

É nisso que dá deixar os filhos livres para escolherem sua própria crença. (RL)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

6 Comentários em “Afe Maria!”

  1. 14/11/2011 às 21:01 #

    Bom, para vc não se sentir mal, quando eu tinha uns 12 anos fui para o acampamento de férias.
    No domingo, hora da missa, católicos iam para igreja, os demais para um espaço tipo um teatro.
    Quando voltei de lá comentei com minha mãe:
    – Lá os catolicos iam na igreja aos domingos, os outros se encontravam num teatro. Eu fui na Igreja. Acertei ?
    Como vc ve, vc tem alguma identidade com essa família ! Bjs Zk

  2. 14/11/2011 às 21:01 #

    Acho que sua filha fez a pergunta certa, não há quem dê conta de tanta “criatividade”!
    Acho que mais importante que a crença é a capacidade questionadora! Adoro essas crianças inteligentes!
    Quando eu dava aula no antigo primário, levei as criaças ao Pateo do Colégio, nossa guia, depois de ter monitorado a visita ao museu,na igreja, diz para os alunos que aquela batina exposta na vitrine era do Padre José de Anchieta, não levou um segundo para que um deles questionasse – Mas o antigo colégio não foi destruído pelo incêndio? Essa construção não é uma reprodução? Quem garante que essa batina era mesmo do Anchieta? Pronto! Gosto da clareza do pensamento das crianças!
    Bj
    PAola

    • 14/11/2011 às 21:01 #

      Isso mesmo Paola, adorei a sua história! Bjs

  3. Teresa
    14/11/2011 às 21:01 #

    Aqui em casa, apesar de sermos também criados nos moldes católicos, também por opção, me livrei de rituais desnecessários e naturalmente passei isso para os meus filhos…E é realmente lindo de ver o quanto eles assimilaram, por conta dessa liberdade…A mais velha outro dia explicava a linda história do filme “Chico Xavier” para o mais novo…com propriedade e sem preconceito. Por outro lado, o mais novo, tirador de sarro, interrompeu um momento “católico” de oração aqui em casa, para anunciar: -“tudo bem se eu for budista?” o que acabou literalmente com a solenidade do momento, tornando leve e engraçado o nosso “ritual”. Como deveriam ser todos os rituais, na verdade…

  4. Andrea
    14/11/2011 às 21:01 #

    Sabe a historia dos morcegos que não saiam da igreja, azucrinando a vida do padre e da comunidade que frequentava o local e um belo dia o Bispo ao visitar o pároco soube do problema e o resolveu : encheu um pote de eucaristia e deu aos morcegos que nunca mais voltaram ! Assim é o resultado da Primeira Eucaristia, nossas crianças caminham até lá e depois…viram morceguinhos ! É de dar dó dos catequistas que se empenham nessa caminhada…
    Bjs .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: