Projeto de vida

Tenho impressão que algumas mulheres não casam, abraçam uma causa. A relação para elas consiste na distância entre o que o marido é e o que deveria ser. E essa distância, na maioria das vezes, é enorme. Bater papo com essas esposas é como participar de uma reunião de fechamento de metas: ficamos sabendo em detalhes os objetivos alcançados, o que está em andamento e o que beira o impossível. Os momentos mais comoventes são os relatos sobre os maridos que não estão dispostos a uma melhoria: anos de esforço e dedicação sem qualquer mudança. Uma tristeza. Ao sair desses encontros me pergunto se elas casam com um homem ou com as próprias expectativas. Até hoje não sei se é ingenuidade ou petulância acreditar que se pode mudar alguém, afinal não se transforma um avarento em perdulário e tampouco um galinha em casto. Enfim, mais do que entender essas mulheres, tento achar uma justificativa plausível para os homens se submeterem a isso. Difícil entender. Me rendo aos ensinamentos da minha vó que, ao escutar uma história como essa, certamente diria Ah minha filha, toda panela tem sua tampa. Só pode ser! (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: