Ctrl c + Ctrl v

Nos anos 80/90 as campanhas publicitárias eram obras de arte. Éramos fisgados pelas imagens que acompanhávamos avidamente pela tv. A trilha virava hit, o produto virava moda. Comprávamos a ingenuidade, a liberdade, o sonho, não o produto. Na contramão desse fluxo, tínhamos a Benetton. As campanhas eram fortes, provocantes, polêmicas. Impossível ficar indiferente diante das imagens. No entanto, as campanhas foram rareando na última década e ressurgiram agora, com os selinhos entre representantes de Estado. Apesar de voltar o burburinho em torno da marca, a impressão que tenho é que já vi esse filme. Dizia Oscar Wilde que pegar uma idéia e transformá-la não é cópia, mas fonte de inspiração. Não vejo transformação e tampouco inovação nessa campanha, muito menos um resgate da tônica da marca. Vejo uma cópia das ações do passado e não das idéias. Uma pena. Queria novamente sentir aquele impacto e não apenas nostalgia.  (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: