Como assim, morreu?

Assim que recebi a notícia da morte do Daniel Piza. Não era leitora assídua nem nada. Mas talvez por ser novo ou por também ter 3 filhos, a morte dele mudou a minha virada de ano. No dia 31 queria apenas agradecer (e muito!) pelo ano que passou, fazer planos para o novo ano, sonhar com a mega da virada e brindar com a família. E enquanto preparava a ceia, veio a notícia. Fiquei pensando nessa família, no pai médico que tentou ressuscitar o filho. Fiquei pensando que a morte está sempre ali, a espreita. Lembrei da minha vó que ia e voltava do hospital e do meu avô que nunca tinha nada e, de repente, morreu antes que ela. E ainda que a morte da minha avó fosse anunciada, não estávamos preparados para ela. Na verdade, acho que nunca estamos preparados para a morte. Essa virada de ano foi marcada por essa inquietação. Em meio a essa melancolia, agradeci muito pelo ano que passou. Não fiz grandes planos para 2012, prometi apenas pensar em cada dia como se fosse o último. Concluí que estar viva, feliz e com uma família maravilhosa vale muito mais que R$ 170mi. E então brindei. À vida. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Como assim, morreu?”

  1. Paula
    02/01/2012 às 21:01 #

    Renata, a morte do Daniel também me impactou muitíssimo. O meu início de 2012 também foi marcado pelo sentimento de solidariedade com a família dele, e pelas reflexões sobre minha própria finitude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: