Retratos da vida

Cena gostosa é chegar casa, depois de 20 dias de férias, e espalhar a viagem todinha em cima da cama.

Roupa usada embolada, presentes, histórias. A mala que voltou estufada começa a esvaziar. ‘Olha que fofo, olha que máximo’! A única explicação é a emoção: ‘não dava pra não comprar’!

Só a mãe entende a bagagem da filha. Daqui pra cima, a menina. Daqui pra baixo, o futuro, que fica tão menos duro, com esse kit de sobrevivência.

Tem camisola com aroma de chocolate, tem saia longa, óculos escuro, tênis rosa choque, calcinha de bolinha. Tem também um objeto não identificado: meio carteira, meio anel. Well…

O pai acha graça, atordoado entre pilhas de trecos. Ganha um moleton azul. Guarda a mala no armário. Depois, leva a gente pra almoçar. Entre uma garfada e uma risada, a saudade, aos poucos, se esquece de doer.  (RL)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: