Iemanjá

Hoje é dia de festa no mar. Vão pra água os navegantes, levando flores, oferendas e orações. Quando eu era pequena fazíamos corrida de barquinhos na piscina. No caso os barcos eram cascas(não do tronco mas da vagem) de Espatódia, uma árvore que dá flores de uma cor laranja bem forte. Dentro da casca ficam as sementes, protegidas por uma película transparente, finíssima. Era só escolher uma “casca boa”, retirar as sementes(que saiam voando de tão leves) e pronto. Todo mundo agachado, assoprando, gritando, torcendo, estava armada a brincadeira. Acreditávamos piamente que a piscina tinha a força do oceano e que nossas “caravelas” encarariam, destemidas, qualquer tempestade. Na infância ou na vida adulta, na alegria ou na tristeza, na piscina ou em mar aberto, essa convicção ajuda muito. Pois na vida real hoje é um dia como qualquer outro. Hoje uma amiga faz aniversário, outra chora a morte de seu filho, outra passa por um problema de saúde.

Quero aproveitar esse 2 de fevereiro pra lembrar que o importante é andar com fé. Na Bahia fica mais fácil. Mas que a Deusa das Águas ouça também os pedidos de quem não pode estar com o pé na areia nessa hora.  (RL)

Pra vocês, Dorival Caymmi.

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

um comentário em “Iemanjá”

  1. Ricardo
    02/02/2012 às 21:01 #

    gostei deste, alem de ter gostado mais deste. bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: