Facebook ou divórcio?

Eric Shimidt, presidente-executivo do Google, em discurso aos alunos da Universidade de Boston, pediu aos alunos que usem seus computadores e smartphones sem excesso. Que desliguem esses aparelhos por 1h todos os dias e olhem nos olhos das pessoas ao redor e criem relacionamentos reais. Tem também aquela pesquisa americana onde 1/3 dos divórcios citam o facebook como uma das causas: adicionar, ou pior, curtir quem não pode e comentar o que não deve, dá separação. Que a internet nos aproxima do mundo e nos afasta da vida não é nenhuma novidade. Contamos nossa trajetória pessoal para centenas ou milhares de amigos que mal conhecemos. Criamos uma vida virtual muito mais prazerosa que a real, muito mais fácil de lidar e onde somos mais facilmente amados. Naturalmente que há consequências, mas me pergunto se é possível suspender esse movimento. Os notebooks, ipads, smartphones… nos transportaram a uma nova era. Se debater para não acompanhar esse movimento é inútil, vale mais considerar outras alternativas. O discurso de efeito de Eric Shimidt é prova disso. Transformou-se rapidamente em 140 caracteres. Não desligaram o computador e, tampouco, olharam nos olhos. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: