Amélia não é mulher de verdade

É desolador constatar que ainda precisamos nos apoiar em uma figura masculina para conquistar algumas coisas, mesmo em situações corriqueiras. Com frequência uso o status de homem do meu marido para resolver pequenos problemas. E antes que você estufe o peito e diga eu resolvo tudo sozinha, saiba que eu também resolvo tudo sozinha. Por isso lhe digo: se fossemos homens seria mais fácil. Seja com a coordenadora do colégio, com o gerente do banco, com o motoqueiro que se estatela na traseira do carro. No trabalho tive, muitas vezes, vontade de ser homem. Mesmo na nossa condição mais sagrada, da maternidade, eu tive vontade em alguns momentos de ser homem. Tem coisas que só podem sair da fantasia de um homem. Se eles passassem 9 meses enjoando, engordando e pingando leite, jamais inventariam essa história de padecer no paraíso. Por essas e por muitas outras tenho vontade de ser homem, mas nessa última semana a vontade de mudar de gênero foi por conta da Carol Francischini. Nunca tinha ouvido falar dessa menina e de repente ela se tornou o assunto do momento. Primeiro por ser pivô da separação do Gagliasso. E agora o bafafá em torno da paternidade do bebê, com direito a enquete nos principais portais de notícias. Ele pegador, ela piriguete. Tenho uma preguiça enorme dessas causas que deveriam fazer parte do passado. Esse momento da história não deveria ser uma fase pós-feminista, pós-racial, pós-homofóbica? Nas notícias de hoje tem a lista dos últimos relacionamentos da Carol, cota nas universidades e dois irmãos que, confundidos com homossexuais, foram espancados. Um sobreviveu. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

2 Comentários em “Amélia não é mulher de verdade”

  1. 28/06/2012 às 21:01 #

    É… Fora o caso absurdo dos irmãos que foram espancados, eu não sabia de nenhuma dessas notícias, justamente por estar resolvendo todas as coisas sem apoio de nenhum homem e ainda sendo alvo de comentário infelizes nos dias de hoje ainda… As vezes eu também tenho vontade de ser homem, mas as vezes da uma preguiça de pensar nisso tudo, e uma tristeza…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: