Memória

Leio mais de 100 páginas e gravo apenas uma frase. Acontece também quando estou conversando. De tudo o que é dito, guardo um ou dois diálogos. No museu é a mesma coisa, trago na memória uma ou duas obras. Da refeição guardo o sabor mais marcante. De gente nova, gravo o rosto, nunca o nome. Da infância, as brincadeiras. Tudo o que me rodeia ou desperta minha atenção, minha memória guarda involuntariamente sem obedecer uma lógica. Nem sempre gravo o que é mais importante. Guardo apenas aquilo que brilha diante dos meus sentidos. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: