Todo mundo quer amor

Seja na língua que for, basta aparecer um filme de comédia romântica que lá estou eu torcendo pelo casalzinho. Acho bacana esse poder que o amor tem de igualar todos os seres humanos. Independente da idade, do país, das diferenças físicas, culturais ou sociais, todos queremos a mesma coisa: amor. Queremos amar e ser amados. Por isso as histórias sobre o início ou o fim de um relacionamento rendem tanto, é fácil nos identificarmos. Possivelmente nunca pisaremos na lua. Não vamos salvar o mundo dos alienígenas ou voltar tempo. Mas vamos nos apaixonar. Assistir um filme com um casalzinho apaixonado é animador, principalmente quando a história é ou parece real. A Nokia que o diga.  Perdeu o amor na balada. Com ele se foram a imagem, o respeito e ao que tudo indica, R$ 6,5 mi. Talvez a Nokia tenha esquecido que, tão caro quanto o amor, é o ódio decorrente da traição. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: