Saudade

Dia desses Renata escreveu aqui sobre saudade. Aquela saudade que existia antigamente, quando alguém ia passar um tempo fora e ficávamos quase sem notícias. Agora, com sms, skype, face time… mais parece que viajamos juntos. Pois a minha história é só para ilustrar essa observação da Re. Meu marido está viajando desde o dia 22/07. Nosso contato é mínimo, o tempo dele é bem escasso e ele não é muito adepto a torpedos e coisas do gênero. Nem por isso me faltam informações: nossos aparelhos (iPads e iPhones) compartilham fotos, ou seja, ele tira foto lá e instantaneamente recebemos aqui. Fico sabendo onde foi, o que achou bacana, quem encontrou e por aí afora. Sem trocarmos uma palavra, um texto, sem clicar em enviar. Posso ser bem tacanha, mas acho incrível os aparelhos trocarem fotos sem qualquer ação humana. Naquele tempo, em que a saudade consumia, jamais poderia imaginar que seria tão fácil compartilhar as novidades sem precisar esperar o retorno de quem está longe. Entre a saudade e a interatividade, fico com segunda. (RM)

Categorias: Uncategorized

Autor:reparei

"Se podes olhar, vê. Se podes Ver, repara." (José Saramago)

Assinar

Assine nosso feed RSS e nossos perfis sociais para receber atualizações.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: